A MANJERICA

—  VegSpot  —

a Manjerica nasceu do nosso desejo de ter sempre a casa cheia de gente, e de juntar os nossos amigos e os amigos dos nossos filhos à volta de uma mesa.  A nossa casa foi sempre assim, e decidimos abrir as portas.

o nome 'Manjerica' é de uma simpática burrinha Lanuda.

os Burros Lanudos são uma raça portuguesa em vias de extinção.

escolhemo-la como mascote (e imagem do nosso logotipo) por representar o que é nosso, o que é genuíno e de valor; por representar aquilo que queremos preservar.

uma das coisas que consideramos importante preservar é a verdadeira alimentação mediterrânica — que é nossa, simples, rica, criativa, deliciosa, nutritiva e maioritariamente de origem vegetal.

nós sabíamos que queríamos fazer um restaurante com muito alta qualidade.

os nossos critérios eram (e são!) estes três:

  • a qualidade da comida depende da qualidade dos ingredientes — nós fazemos quase tudo na nossa cozinha utilizando ingredientes frescos, naturais, saudáveis, e de produção local, biológica e sazonal sempre que possível, e lutamos por desperdício zero.

  • a qualidade do serviço depende da atenção ao detalhe e do tempo e amor que se coloca nas coisas que fazemos e nos relacionamentos.

  • a qualidade da experiência também depende do ambiente físico que nos rodeia — desde os pratos às embalagens para take-away, das mesas aos materiais de decoração, da iluminação, ao cheiro, à música ambiente, etc..

 

a nossa inspiração são os próprios ingredientes, as suas combinações, os modos de fazer simples da cozinha mediterrânica — que permitem que os próprios ingredientes sejam os protagonistas — e, em geral, todas as boas ideias, mesmo as vindas de outras partes do mundo, desde que respeitem os ingredientes e preservem as suas características e o seu valor nutricional.

o resto da história é o cuidado e amor que pomos na preparação, na apresentação, em receber as pessoas e em tudo o que fazemos, para que todos os sentidos participem no prazer de comer um prato especial, deliciosamente saudável, que faz bem e te faz sentir bem!

quando abrimos a primeira loja da Manjerica, no Saldanha, ainda servíamos carne e peixe, embora em pequenas doses e apenas como complemento dos nossos pratos de base vegetariana.

inicialmente tínhamos receio de que alguém deixasse de vir porque uma das pessoas do grupo talvez não quisesse passar sem comer carne ou peixe, mas ficámos surpreendidos por verificar que muitas pessoas voltavam e já nem pediam o complemento!  elas arriscaram experimentar e sentiram-se bem.

 

quando mudámos para a Baixa começámos a fazer novas receitas mais intensamente e a maior parte dos nossos pratos passou a ser 100% de base vegetal.

  • fizemos um menu de brunch 100% vegetal.

  • criámos hambúrgueres e wraps 100% vegetais.

  • inventámos quase todos os dias um prato 100% vegetal para o almoço.

  • os pratos do menu de jantar todos são 100% vegetais.

  • criámos sobremesas e bolos inteiros 100% vegetais, etc...

aprendemos, crescemos, sabemos que é possível fazer coisas muito boas, e vamos continuar!
 

a quem estiver a pensar alterar o seu regime alimentar dizemos que o melhor é ir com calma.

em vez de querer mudar tudo de um dia para o outro, podemos começar por fazer só um dia por semana, por exemplo, ou três vezes por semana só ao jantar, e depois ir gradualmente aumentando.

esta perspectiva de 'ir aumentando' a adopção do novo regime (em vez de 'ir reduzindo' o antigo!) é mais positiva, favorece o equilíbrio nutricional na fase de transição, e ajuda a não desistir!

 

então aqui vão três sugestões para quem pretende adoptar um regime alimentar baseado em plantas (dicas que são igualmente válidas para toda a gente...):

 

  • optar pela natureza — ler os rótulos com muita atenção e evitar os produtos processados e os aditivos; como regra, devemos escolher produtos que têm uma lista de ingredientes pequena, ou mesmo com um único ingrediente, como, por exemplo, 'maçãs', que são, como o próprio nome indica, simplesmente, maçãs, é claro!  :-)

  • optar pela liberdade — experimentar!, não ter medo de falhar, descomplicar e nunca prescindir do prazer de comer; há tantas variedades de legumes, raízes, frutas, ervas, sementes, e outros vegetais para explorar, quase sem limites.

  • optar pela diversidade — variar e misturar cores em cada refeição é, geralmente, uma escolha acertada! Aqui, 'mais' é mesmo mais!

e pronto!, esta é a história da Manjerica.

este é o convite que te fazemos.

espero que gostes!

 

MANJERICA

Rua João das Regras 5-A
Praça da Figueira, Lisboa

21 091 2190

A Manjerica está registada no livroreclamacoes.pt com o nome de operador 'Manjerica'

©2020 Manjerica, powered by Wix.com